Cantor sertanejo é preso em operação da Polícia Civil do Paraná

Cantor sertanejo é preso em operação da Polícia Civil do Paraná

Cantor sertanejo é preso na operação NURCE  da Polícia Civil do Paraná

Cantor sertanejo é preso em investigações da Polícia Civil do Paraná. As investigações apontam que o cantor Rafael, é suspeito de integrar uma grande quadrilha de falsificadores de cigarros em todo o país.

Operação foi executada nesta quarta-feira (20) em quatro estados do país. O objetivo é de cumprir 35 mandados judiciais.

O pai de Rafael, Clodoaldo José de Siqueira, também preso, usava empresa em Londrina, no norte do estado de produções artísticas para a lavagem de dinheiro.  Além de agenciar também carreiras dos cantores, diz polícia civil do Paraná.

Em um condomínio de luxo em Londrina, pai e filho foram presos.  Mais 11 pessoas foram detidas para investigação. Estão ainda foragidos mais 3 suspeitos de participação no crime de falsificação de cigarros.

A operação da Polícia Civil do Paraná, batizada de “Sem Filtro” ainda está na observação em duas fábricas de cigarros e também de gráficas que a quadrilha utilizava.

Fora solicitado pela Operação Nurce o sequestro de R$ 6,5 milhões dos bens do pai do Rafael, apontado como chefe da quadrilha. No total de 19 veículos que eram utilizados pela organização criminosa foram apreendidos. Entre esses veículos o ônibus, que aparece na imagem, utilizado pela dupla para seus shows.

A dupla formada por Rafael Frare e João Vitor Soares, conhecido no meio artístico como Fábio, iniciaram carreira na Cidade de Londrina e ficaram conhecidos com as músicas “Depois dos 50”, “Soldado”, “Mão Boba” e “Vírgulas” sendo essas músicas parte do projeto de lançamento da dupla sertaneja.

Os detidos irão responder pelos crimes contra a saúde pública, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Envie seu comentário