Como funciona o seguro de viagem? Saiba tudo

Como funciona o seguro de viagem? Saiba tudo

• Como funciona o seguro de viagem para que você faça uma viagem segura?

 
 

Seguro de viagem! Então você pode arrumar suas roupas com antecedência, estudar as condições meteorológicas da cidade ou país para onde está indo. Organizar um plano completo, incluindo reservas de hotéis, mapas, dicas de amigos, compromissos agendados e demais detalhes.

 
 

Mesmo se você cuidar dos mínimos detalhes, eventos imprevisíveis podem ocorrer. Estes eventos podem e devem ser reduzidos de maneira prática e segura.

 
 

O seguro de viagem oferece um serviço prático, cerca de 5% do valor do itinerário de sua viagem. Torna-se um custo relativamente baixo para sua tranquilidade.

 
 

Seguro de Viagem para o Brasil e Exterior

Seguro de Viagem para o Brasil e Exterior

Se os riscos de partida, residência e retorno do viajante ocorrerem durante a viagem, o “seguro de viagem” garantirá uma compensação ao segurado. Existem produtos para todos os destinos no Brasil e no exterior, para todos os tipos pessoais de perfil adequados também à viajantes a negócios.

 
 

Até o ano de  2014, o seguro de viagem oferecia apenas dois tipos de seguro obrigatório por morte e invalidez permanente.

 
 

De acordo com a Resolução CNSP nº 315, de 26 de setembro de 2014, as despesas médicas, hospitalares e odontológicas passaram a fazer parte do seguro obrigatório que deve ser fornecido aos consumidores ao assinar o seguro de viagem no exterior.

 
 

Este seguro é opcional durante viagens nacionais.

 
 

A resolução também determinou que, no caso de viagens ao exterior, o seguro também deve cobrir o retorno da pessoa segurada, caso retorne ao país como passageiro comum: traslado médico e traslado de corpo.

 
 

As companhias de seguros inicialmente tiveram 12 meses para se adaptarem a cotação aos novos parâmetros. No entanto, o período foi prorrogado por mais 180 dias.

 
 

Portanto, apenas aqueles que viajaram após março de 2016 enfrentaram condições de contrato novas e completas. Então, tais mudanças implicam que o seguro deixa de ser basicamente de acidentes pessoais, ou seja, cobertura de morte e invalidez permanente. Passando a oferecer necessariamente maior gama de proteções.

 
 

O preço é atraente e varia de acordo com a cobertura do contrato e os dias da viagem. A remuneração (indenização) é limitada ao valor do capital segurado e pode ocorrer na forma de reembolso de despesas ou pagamento desse valor por meio de serviços.

 
 

• Qual é a cobertura básica do Seguro de Viagem?

▬ O seguro de viagem deve fornecer proteção para, no mínimo, os seguintes seguros básicos:

  • Despesas médicas, hospitalares e / ou odontológicas em viagens nacionais (DMHO* em viagens nacionais) – Compensação por despesas médicas, hospitalares e / ou odontológicas causadas por acidentes pessoais ou doenças súbitas e agudas que ocorreram durante a viagem nacional e após a confirmação de sua partida da cidade onde você mora.

     
     

*DMHO  – indenização das despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas 

 
 

Ao assinar um contrato de subscrição com DMHO nacional e internacional, o seguro deve incluir cobertura de “transferência médica”.

 
 

    • Transferência de corpo → O custo da liberação do segurado do local da morte para sua casa ou local de sepultamento, incluindo todos os procedimentos e objetos necessários para o traslado de corpo, para compensar esse custo. Esta cobertura não pode ser assinada (contratada) isoladamente.

       
       

 
 

    • Declaração de saúde (regresso sanitário) → Se o segurado não puder retornar como passageiro regular devido a um acidente pessoal ou doença, o segurado será compensado pelo custo de retornar ao início da viagem ou retornar de sua casa. Quando solicitada pelo médico responsável, essa cobertura deve incluir mais de uma remoção.

       
       

    • Transferência médica → Indenização por evacuação ou transferência da pessoa segurada para a clínica ou hospital mais próximo devido a doença ou acidente pessoal da pessoa segurada.

       
       

    • Falecimento em viagem → Caso a pessoa segurada morrer devido a razões naturais ou acidentais durante a viagem, o capital segurado é pago ao beneficiário segurado na forma de um único pagamento ou renda.

       
       

    • Morte acidental em viagem → Caso o segurado morrer, o capital do seguro será pago ao beneficiário na forma de um pagamento único ou renda apenas devido a um acidente pessoal durante a viagem.

       
       

 
 

    • Invalidez permanente total ou parcial causada por um acidente de viagem → Indenização em caso de perda, redução ou impotência funcional permanente, total ou parcial dos membros ou órgãos precisos no contrato em consequência de lesão física sofrida pelo segurado provocada apenas por acidente pessoal ocorrido durante o período de viagem.

       
       

    • Os contratos que oferecem seguro básico e cujas reivindicações são inteiramente causadas por acidentes pessoais não podem ser chamados de “seguro de viagem”.

       
       

• Existem seguros médicos obrigatórios ao se viajar para o exterior?

 
 

Sim, o seguro de viagem ao exterior deve incluir transferência física (traslado de corpo), regresso sanitário, translado médico e despesas médicas, hospitalares e / ou odontológicas (DMHO).

 
 

Tal contratação de seguro viagem é obrigatório para viagens ao exterior

 
 

Além disso, a cobertura da DMHO em “viagens ao exterior” deve cobrir incidentes causados ​​por acidentes pessoais ou doenças súbitas e agudas durante a viagem, e é proibido fornecer seguro apenas para eventos causados ​​por acidentes pessoais.

 
 

• As doenças passadas estão incluídas no seguro de viagem?

Isso irá depender de; no caso de despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas (DMHO) cobertas, cobertura obrigatória do episódio de crise de um segurado devido a uma crise ou doença crônica existente. 

 
 

Isso quando surge uma condição médica de emergência ou urgência, apenas na medida necessária para estabilizar sua condição. Medida para que o segurado possa continuar a viajar ou retornar ao seu local de domicílio.

 
 

O seguro define emergência como uma situação em que a pessoa segurada precisa de assistência imediata quando há risco de morte.

 
 

Uma outra situação de emergência, por exemplo, uma pessoa segurada precisa de ajuda, mas pode esperar pelo atendimento.

 
 

Para outros seguros de viagem, doenças pré-existentes podem ser excluídas do risco. Neste caso, é necessário que a seguradora peça ao segurado que preencha uma declaração de saúde.

 
 

Caso isso não seja feito, tais doenças preexistentes serão cobertas automaticamente.

 
 

É importante lembrar que o seguro define, como “doença passada” a de conhecimento do segurado , mas não está declarado na proposta do contrato.

 
 

• Quais outras coberturas há no seguro de viagem?

O contrato de seguro de viagem pode optar (facultativo), por fornecer os seguintes seguros adicionais:

 
 

    • Compensação de bagagem por bagagem perdida, roubada, danificada ou destruída desde que tenha sido devidamente certificada.
    • Despesas de funeral → compensação pelas despesas de funeral se o segurado morrer durante a viagem.

       
       

    • Cancelamento de viagem → Caso o segurado for impedido de viajar ou continuar a viajar, compre pacotes de viagem e/ou serviços de viagem (como transporte e acomodação) para compensar despesas não reembolsáveis.

       
       

    • Retorno antecipado → Com devida cobertura ao evento segurado, o segurado será reembolsado de suas despesas com o traslado re retorno ao local de residência ou na origem de sua saída.

       
       

    • Desde que esteja relacionado à viagem, outro seguro adicional pode ser fornecido. De acordo com as informações pessoais do passageiro e seu destino de viagem (no Brasil ou no exterior), o menu de opções é diversificado e amplo.

       
       

    • Existem programas que fornecem serviços para viajantes frequentes, familiares e executivos de negócios.

       
       

▬ Então, atenção: O valor da garantia do seguro de viagem só será pago se um evento imprevisto puder proteger sua cobertura e o valor da compensação incluído na apólice inicial.

Envie seu comentário